Arquivo do mês: agosto 2010

vídeos da oficina de vídeo – UIP6

Assista aos vídeos da oficina de Vídeo e Cultura Negra, com o arte-educador Marcio Folha. Produzidos pelos adolescentes da UIP6, no Brás.

Os Pirata

Fanzine

Zoião, o ratiador

História da escravidão

E estes dois vídeos, com participação do Folha, produzidos numa oficina de Cinema Digital… material interessante e que pode ser utilizado em aula.

A viagem

No tempo do meu pai

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Na corda bamba, mano

http://revistapiaui.estadao.com.br/edicao_47/artigo_1393/Na_corda_bamba_mano.aspx

Matéria na Piauí descreve pixação

Fotos por: Choque

Pra quem não curte, nao entende , nunca viu, não conhece…acho que é bem valido ler essa daí

abs

PAS

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Como potencializar a criatividade

Senhoras e senhores…

Como potencializar a criatividade

Criatividade é a capacidade de visualizar ou idealizar algo que ainda não fez. Sabendo que todas as pessoas tem (ou deveriam ter) o mesmo direito de criar o eu quiserem com sua imaginação. Apresento aqui uma  atividade para potencializar a criação dos nossos alunos.

Formular histórias é uma pratica muito comum entre as crianças. São questionadoras e se permitem errar, isto faz com que alcem vôos extremos na invenção , de qualquer que seja sua categoria.

Podemos ter, assim uma sugestão de idéias. Por ex.:

  • Ter alguma idéia que nunca fizemos..( pode ser sozinho, mas em grupo funciona bem )
  • Pra isso pegamos um elemento principal, que pode ser animado ou inanimado. No caso , falar sobre o cérebro.
  • Pensar na estrutura física ajuda muito,como:  cérebro de gente? De bicho? Grande? Diferente? Colorido?
  • Para fermentar ainda mais as idéias bombardeamos de perguntas: Como? quando?  Por quê? Com quem?  (Achar relações de utilidade prática no meio da história pode também servir , a menos que você não se convença de que tudo aquilo não serve pra nada (risos).)

A ação de problematizar o que pensamos e buscar essas respostas estimulam a mente ao desafio . É otimo fazer de forma bem despretensiosa, como realmente uma criança que se diverte com os colegas.  

No começo pode parecer loucura, mas com o tempo fica mais fácil e, claro, muito mais divertido.

Eis aqui um exemplo de história criada na UIP-10 em  cerca de 15 minutos.:

 A origem do cérebro

Numa aldeia muito longe daqui, há cerca de 20.000 anos, haviam pessoas trabalhando a serviço do imperador. Nenhuma pessoa tinha o direito de afrontar o império.

Qualquer manifestação era censurada. Mas como as pessoas ficavam sabendo das coisas então?

Na aldeia e redondezas havia muitos ratos. Estes animais eram sagrados por sua excelência em raciocínio, sagacidade e sabedoria;portanto tinham acesso livre ao trono do imperador. Era de lá de onde tiravam informações necessárias para abastecer as tribos com conhecimento, sabedoria e discernimento. Os imperadores eram ratos imensos e muito malvados, apesar de nobres e vestes impecáveis , eram imundos por dentro, o que ganhava um olhar nojento de toda tribo.

Os ratos menores aconselhavam a população contando-lhes os segredos aos ouvidos, sem que os guardas do império soubessem.

O imperador começou a ficar desconfiado da organização e da qualidade intelectual do povo e se sentiu ameaçado. Deu ordem para que exterminassem todos os ratos informantes, mas que mantivessem o povo, para continuar servindo aos prazeres do reino.

A caça aos ratos então começou , muita informação foi perdida..muito sangue, muita morte, muita destruição…toda aquela população inteligente morrendo em vão…porem alguns ratos conseguiram se salvar. Entraram na cabeça das pessoas, que era oca e se acomodaram la.

Em média cabia de 6 a 8 ratos por pessoa. Só que o desespero por salvar vidas e a sede por conhecimento era tão grande eu as pessoas começaram a colocar cada vez mais ratos dentro da cabeça (os ratos entravam pelas orelhas , boca, nariz e ate mesmo pelos olhos das pessoas). Com essa superlotação de ate 14 ratos por cabeça eles tiveram que dar um jeito de todos se acomodarem.

O mais curioso era que as pessoas continuavam a ouvir os conselhos dos ratos, só que agora eram vários de uma vez só, e claro, muitas idéias diferentes e  inúmeras vezes ao dia.

A situação estava ficando cada vez mais difícil dentro da cabeça das pessoas.Do lado de fora a coisa ate que já não estava tão mal, mas aquele monte de ratos espremidos estava ficando insustentável. Era um por cima do outro, uns acordados outros dormindo, era tudo tão junto mas tão junto que começaram a se fundir, um no outro, lentamente…

Ate que virou uma massa só cheia de dobras e lotadas de idéias .Foi isso,então, que possibilitou as pessoas a entrarem em acordo com a força do império e entre si, mudando pra sempre a historia daquela tribo.

E esta é a origem do cérebro…

Pastel Schaefer

 

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

indicações de filmes

Rapa, aí vai uma indicação minha de filmes que , pra mim, são realmente inspiradores em educação

GENIO INDOMÁVEL

Gênio Indomável

Resumo: Um garoto dotado de grande inteligência mas que vive se metendo em encrenca. Sem família e com pouca educação formal, ele devora livros mas guarda tudo que aprende para si e procura empregos que dispensam qualificação. Um professor do MIT descobre que Will é um gênio e quer o garoto em sua equipe de matemática, mas, como Will tem problemas com a polícia, é preciso fazer um acordo com a justiça. São impostas duas condições: ele tem que trabalhar com o professor e fazer terapia. Sean McGuire (Robin Willians) é o terapeuta chamado para domar o dificíl temperamento do rapaz. Ambos são igualmente teimosos, mas surge uma amizade que convence Will a encarar seu passado e seu futuro

PRO DIA NASCER FELIZ

Resumo: Documentário sobre as diferentes situações que adolescentes de 14 a 17 anos, ricos e pobres, enfrentam dentro da escola: a precariedade, o preconceito, a violência e a esperança. Foram ouvidos alunos de escolas da periferia de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco e também de dois renomados colégios particulares, um de São Paulo e outro do Rio de Janeiro.

Meu mestre minha vida

Resumo: Arrogante e autoritário, o professor Joe Clark é convidado por seu amigo Frank Napier a assumir o cargo de diretor na problemática escola em Paterson, New Jersey, de onde ele havia sido demitido. Com seus métodos nada ortodoxos, Joe se propõe a fazer uma verdadeira revolução no colégio marcado pelo consumo de drogas, disputas entre gangues e considerado o pior da região. Com isso, ele ao mesmo tempo coleciona admiradores e também muitos inimigos.

Escritores da liberdade

Resumo: Erin Gruwell é uma jovem professora que leciona em uma pequena escola de um bairro periférico nos EUA. Por meio de relatos de guerra, ela ensina seus alunos os valores da tolerância e da disciplina, realizando uma reforma educacional em toda a comunidade.

Conrack

Resumo: Um homem branco chega em uma ilha quase inteiramente habitada por negros, com o objetivo de dar aulas na escola local. Lá ele enfrenta resistências para poder dar uma educação melhor aos seus alunos

Vermelho como o céu

Saga de um garoto cego durante os anos 70. Ele luta contra tudo e todos para alcançar seus sonhos e sua liberdade. Mirco (Luca Capriotti) é um jovem toscano de dez anos apaixonado por cinema, que perde a visão após um acidente. Uma vez que a escola pública não o aceitou como uma criança normal, é enviado para um instituto de deficientes visuais em Gênova. Lá, descobre um velho gravador e passa a criar histórias sonoras. Baseado na história real de Mirco Mencacci, um renomado editor de som da indústria cinematográfica italiana.

 Pastel Schaefer

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

conversa de fora pra dentro

Acabei de ter uma conversa com um aluno, um dos que mais gostei de dar aula, por sinal.
Falamos um pouco como as aulas são recebidas dentro das unidades, a partir de um ponto de vista, claro.

A conversa toda aconteceu de uma maneira muito fluida, nem eu, nem ele sabíamos da publicação…só quando acabamos que pensei em deixar à disposição de outras pessoas, para que  possamos, quem sabe, fomentar assim uma discussão sobre a efetividade do nosso trabalho.

Segue o texto:

 moi: tony
ta tai?
 тσиy:  eae suave 
 moi:  bem…e vc?
 тσиy:  to levando
 moi:  certo…
deixa eu te perguntar uma coisa
pode responder com sinceridade mesmo, sem receios
como voce e os outros meninos recebem as aulas que tiveram?
 
 тσиy:  super bem todos gostam de vc
 moi:  mas e das aulas? quero saber o q comentavam, se havia comentarios depois das aulas
e nao só das minhas aulas,de todas em geral.
 тσиy:  que tipo de comentarios?
 moi:  por ex…encontrei um aluno na semi  me disse: professor, eu nunca acreditei em nada do q vc dizia la, fazia as coisas pq tinha q fazer, mas achava um saco tudo aquilo
eu gostei muito do comentario dele, pena q veio depois dele sair
pq se tivesse dito antes, eu poderia ter percebido e ter feito algo..entende?
as aulas sao um tipo de passa-tempo ate a liberdade cantar?
ou vc sente q alguns meninos realmente estao interessados a aprender mesmo

 тσиy:  mais ai professor  cada um e cada um eu mesmo tem seu quadro que nois fez ate hoje
gostei muito da sua aula.. foi uma coisa que aprendi muito com o senhor tbem como ser humano
 moi:  e como voce olha essa tela que hj ta com vc aí?
tipo.. “po mol saudades dessa aula”
ou… acho q o professor podia ter feito mais
ou…sei la
que sensaçao te da quando vc olha e reflete nessa tela?
 тσиy:  como uma arte que feis como uma coisa que pudi expressar o que  eu sentia 

 moi:  e isso fez alguma diferença pra vc?
vc poder se expressar causou alguma mudança?
 
 тσиy:  naquele hora eu pudi tipo tirar leite da pedra
sua aula é muito boa vc é um otimo professor
não liga, tem uns caras que não sabe nem o que falar tem uma menti pequena
  moi:  vc sentia que tinha espaço pra falar? sentia que os outros tambem tinham? pq eu criei uma estima por voce, vi um potencial em vc gigantesco de abtração , de imaginação, de pensamento lógico, articulaçao…acha que os outros meninos tiveram as mesmas chances de colocar a opinião deles em aula?
 тσиy:  sem duvidas

 moi:  legal, voce tinha aula de que tb??
 тσиy:  lá era mais escola formal poucos curso
 moi:  na 10?
 тσиy:  não tinha nada que eu gostava de fazer
 moi:  la na 10 ou na vila maria?
 тσиy:  vila maria
 moi:  entendi…e na 10? vc fez que cursos?
 тσиy:  só o do senhor

 moi:  rs senhor fica la pra dentro, melhor chamar de voce, pode ser?
rsrs
 тσиy:  isso mesmo pastel
 moi:  aeee, agora sim
 тσиy:  deixa lá mesmo
 
 moi:  entao, as aulas la dentro te ajudaram a pensar diferente? a abrir a cabeça, perceber que Vida e Mundo sao coisas muito mais amplas?

 тσиy:  com certeza
to firmão
e minha mina da maior força pra min junto com a familia dela e a minha
que valorizar minha liberdade
quero*
 
 moi:  a ideia é justamente essa, o conhecimento e as reflexoes possibilitam nós  pensarmos as coisas de um jeito muito mais amplo
no caso valorizar o que ainda temos
 тσиy:  verdade 
 
 moi:  entao tony, valew pelas respostas, vou escrever um pouco antes de dormir…
brigadão man…no que precisar, só me ligar, certo???

 тσиy:  isso mesmo brigado vc pastel
boa sorte
 moi:  valew…vamo q vamo

PASTEL SCHAEFER

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

As melhores coisas do mundo

Olá a todos,
Convidamos para a formação dessa semana, que será em local diferente.
Iremos assistir a uma sessão especial do filme AS MELHORES COISAS DO MUNDO.

Nos encontraremos 10h na frente do CINEMARK do shopping Pátio PAULISTA.
Fica na Rua Treze de Maio, 1947 (entre metrô Paraíso e Brigadeiro)

Aqui tem uma resenha crítica do Gil sobre o filme: Escrevendo o futuro – Cenpec

O ingresso estará por $2,50. Boa sessão e até mais!

As melhores coisas do mundo
De Laís Bodanzky
(diretora de Bicho de Sete Cabeças e Chega de Saudade)
Duração: 107 min. – Censura: 14 anos
Inspirado na série de livros Mano, de Gilberto Dimenstein e Heloisa Prieto, o filme acompanha o dia a dia de um grupo de adolescentes e seus dilemas: a sexualidade; a pressão pelo sucesso; seus medos; a descoberta do amor; o preconceito; o ambiente escolar; o peso das amizades; a relação com a família. Tudo isso abordado a partir dos acontecimentos na vida de Mano (apelido de Hermano, personagem de Francisco Miguez) e seus amigos.

http://www.asmelhorescoisasdomundo.com.br/

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Portifolio Moisés Patricio 2010

Portifolio 2010 Moisés Patricio

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized