Arquivo do mês: outubro 2010

Bloco de Pedra na II Entoada Nordestina

Opa!

No dia 23 de outubro o Maracatu Bloco de Pedra vai se apresentar na II Entoada Nordestina, na cidade de São Caetano do Sul.

Comidas típicas, feira de artesanato, literatura de cordel e exibição de curtas-metragens fazem parte da programação, além de diversos grupos culturais como Grupo Cupuaçu (Boi), Banda de Pífanos de Caruaru, Pé no Terreiro (Cacuriá), entre outros. O Bloco vai se apresentar as 16h, mas o evento começa as 11h.

Confira a programação completa e veja também o vídeo de divulgação no final deste post!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene

Dia: 31 de Outubro de 2010
Horários: Domingo, 19h
Duração: 90 minutos (aproximadamente).
Ingressos: R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia-entrada).
Gênero: MIB.
Classificação Indicativa: Livre para todos os públicos.

Programação:
Lançamento do CD “Sinfonia do Arame” e comemoração do Dia do Saci. Convidados Especiais: Nasi, Orquestra de Tambores de Aço, Quarteto Pererê, Tião Carvalho.

Idealizada e dirigida por Dinho Nascimento, a Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene lança seu primeiro CD, “Sinfonia de Arame”, com sonoridade inédita concebida com berimbaus cuidadosamente afinados, agrupados em naipes, tocados com arcos, acompanhados por vozes e outros instrumentos rítmicos, interpretando toques de capoeira e outros gêneros da música popular brasileira.

Nesta única apresentação no Auditório Ibirapuera, Nasi participará do barravento de domínio público “Embala Água”, a Orquestra de Tambores de Aço virá de Campinas tocar na música “Amazonas”, o Quarteto Pererê com sua viola, violão de 7 cordas, gaita e violino sola em “Peixinhos do Mar” e, Tião Carvalho, em “Puxada de Rede”, uma ópera popular.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Programa Vocacional credencia artistas-orientadores e coordenadores artístico-pedagógicos

Profissionais das áreas de dança, música, teatro e artes visuais prestarão serviços em equipamentos da Secretaria de Cultura e da Secretaria de Educação – CEUs

Entre 03 e 05 de novembro, das 14h às 18h, o Departamento de Expansão Cultural da Secretaria Municipal de Cultura recebe inscrições de interessados em prestar serviços de artista-orientador e coordenador artístico-pedagógico nas linguagens de artes visuais, dança, música e teatro, em equipamentos da Secretaria Municipal de Cultura e nos Centros Educacionais Unificados (CEUs) da Secretaria Municipal de Educação.

Serão credenciados até 200 artistas da área de dança, 200 de música, 200 de teatro e 100 artistas de artes visuais. Ao total, serão selecionados até 40 coordenadores artístico-pedagógicos.

Para efetivar sua inscrição, o interessado deverá escolher uma única opção de linguagem pretendida e trazer documentos de identificação em fotocópias legíveis como: carteira de identidade, CPF, DRT (para candidatos de dança e teatro), breve relato das práticas artísticas e/ou pedagógicas, currículo atualizado e assinado com anexos que comprovem as experiências artísticas e/ou pedagógicas e declaração de que conhece e aceita incondicionalmente o conceito e a filosofia do Projeto pretendido, conforme descrito no release informativo.

Esses documentos deverão ser entregues em envelope fechado contendo uma cópia da ficha de inscrição (preenchida em todos os campos) fixada na parte externa e outra cópia da mesma ficha no interior do envelope.

Edital: http://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&cd=1&ved=0CBUQFjAA&url=http%3A%2F%2Fwww.prefeitura.sp.gov.br%2Fcidade%2Fupload%2Fedital_vocacional_1287082228.pdf&ei=ZY68TOCJNcH98Aa4l7jUDg&usg=AFQjCNFc6V1WopdB0fXiOpW9qCiLJAXtAg&sig2=kA4yG_p-cXu9p_jPjNRQ4Q

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Pesquisas Cênicas inaugura o Estação Caneca

Estação Caneca – Espaço Cultural Trilhas da Arte
Grupo Trilhas da Arte – Pesquisas Cênicas, da Cooperativa Paulista de Teatro
Dia 28 de Outubro, a partir das 20h.

Abaixo segue programação para o dia 28/10 e programação para o semestre.
Visite nosso blog
http://trilhasdaarte.blogspot.com/

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Jéssica Balbino lança livro sobre comunicação e conhecimento no gueto

Uma viagem pela cultura da periferia. Assim pode ser definido o livro “Traficando Conhecimento”, da jornalista Jéssica Balbino.
Usando o hip-hop e o 5º elemento desta cultura urbana – o conhecimento – como inspiração, ela faz um estudo sobre a comunicação nos guetos e revela, em mais de 500 páginas, como funcionam os movimentos, as oficinas e o tráfico de informações dentro das quebradas brasileiras. É um passeio para o lado de lá da ponte, onde muitas vezes a mídia tradicional não chega e onde o único canal com o mundo exterior é o hip-hop com suas manifestações artísticas: o DJ, o MC, o b.boy, o graffiteiro e o escritor marginal.

Da mesma turma de Ferréz, Alessandro Buzo, Sacolinha e Sérgio Vaz, Jéssica Balbino escreve com a alma e expressa o que vive na periferia. Cruza o paralelo entre a pobreza, a falta de recursos e o descaso do Estado, com um curso superior e o fato de ser diferente por ser do gueto e ter se sentado no banco de uma universidade. O livro integra a Coleção Tramas Urbanas, pela Aeroplano Editora, que aborda “um dos movimentos de ponta no país”, segundo Heloísa Buarque de Hollanda, organizadora da coleção que traz 20 volumes vinculados aos temas da periferia.

Jéssica Balbino enfatiza a própria caminhada com a frase “o hip-hop salvou minha vida” e mostra, nesta terceira produção literária, o amadurecimento e a mudança alcançados por conta de muita leitura, estudo e dedicação. Em 2006, escreveu “Hip-Hop – A Cultura Marginal”, como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de jornalismo, ao lado de Anita Motta (já falecida) e no ano seguinte lançou a obra de forma independente. Hoje, com a falta de recursos para viabilizar outras cópias, disponibiliza o livro para download via internet.
Fez também parte da coletânea “Pelas Periferias do Brasil”, organizada por Alessandro Buzo e não parou mais de produzir. A escritora se apropriou do elemento “conhecimento” para apresentar a cultura como instrumento de transformação em uma sociedade e valorizar a arte que parte do povo para o povo.

Ela apresenta, no livro recheado de fotografias e boas histórias, a mescla da pesquisa com a vivência. A informação é um instrumento utilizado na prática por Jéssica Balbino, que fala de conhecimento com propriedade. O ato de repassar o que aprende por prazer e por vontade de vencer a transformou em uma traficante de conhecimento. Atualmente ministra oficinas e workshops sobre hip-hop, literatura periférica e cultura marginal.

Outros lançamentos confirmados

18/10 – 20h
Sarau do Binho (zona sul de SP)
R. Avelino Lemos Jr., 60 (em frente à Uniban) – Campo Limpo
Tel (11) 5844-6521

20/10 – 20h
Cooperifa (zona sul de SP)
Rua Bartolomeu dos Santos, 797 Chácara Santana
Tel: (11) 5891-7403

21/10 – 20h
Sarau Elo da Corrente (zona oeste de SP)
Bar do Cláudio Santista
Rua Jurubim, 788-A. Pirituba
Tel (11) 3906-6081

22/10 – 19h
Livraria Suburbano Convicto (centro de SP)
Rua 13 de Maio, 70 – 2o andar, Bexiga

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

História de Canções (Chico Buarque) – com Wagner Homem e Rogério Silva

Teatro Escola Brincante
Rua Purpurina, 428 – São Paulo – 55 11 3816 0575
http://www.teatrobrincante.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

EDITAL – Fundo Comgás (até 29/10)

As inscrições para o Fundo deverão ser realizadas única e exclusivamente via internet, pelo Formulário de Inscrição disponível no website http://www.fundocomgas.com.br, no período de 27/08/2010 a 29/10/2010.

O Fundo beneficia, com patrocínios, projetos alinhados com os propósitos descritos nos itens 1 e 2 e enquadrados no artigo 18 da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313/91), nas seguintes áreas:

* a) Teatro, dança, circo, mímica e outras expressões de artes cênicas;
* b) Produção de obras cinematográficas e videofonográficas de curta e média metragem e preservação e difusão do acervo audiovisual;
* c) Música erudita ou instrumental;
* d) Exposições e circulação de artes visuais;
* e) Preservação do patrimônio cultural material e imaterial;
* f) Livros de valor artístico, literário ou humanístico ou outros empreendimentos classificados na área humanidades;
* g) Artes integradas.

5. Serão priorizados projetos que incorporem em seus processos metodologias ou tecnologias sociais inovadoras, devidamente sistematizadas.

O Fundo será investido exclusivamente na realização de projetos e iniciativas que atendam à seguinte qualificação: projetos habilitados para captação conforme o artigo 18 da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313/91) nas áreas especificadas em “Cobertura”.

7. Para que os projetos sejam habilitados à seleção, as respectivas entidades proponentes e o procedimento de inscrição dos projetos deverão observar os termos e condições previstos neste Regulamento.

8. O valor máximo a ser investido pelo Fundo, nos processos de seleção regidos pelo presente Regulamento, será de até R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais), independentemente do número de projetos selecionados.

9. Os proponentes deverão indicar, no momento da inscrição de cada um dos projetos que vierem a apresentar para as finalidades do Fundo, o valor solicitado a título de patrocínio, que não poderá ser inferior a R$ 50 mil e nem inferior a 1/3 (um terço) do valor total dos custos de produção do projeto tal como aprovado pelo Ministério da Cultura para captação de recursos.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized