Racismo no Banco do Brasil

Artigo publicado no blog do poeta Sergio Vaz

LUCIANO DIMIS DA SILVA foi à agência do BANCO DO BRASIL, situada à Rua Rego Freitas, n. 530, República, São Paulo-SP, no dia 09 de fevereiro de 2011, por volta das 14h30, para descontar seu salário pago em cheque pela Ação Educativa no valor de R$ 504,00 (quinhentos e quatro reais). Na porta giratória que dá acesso aos caixas do Banco – onde descontaria o cheque e receberia o dinheiro em espécie – foi diversas vezes barrado: não havia armário para colocar sua mochila, em que levava um computador portátil (Laptop).

Após abrir várias vezes a mochila, todos os bolsos e mostrar que não levava nenhum objeto que oferecesse risco à segurança do banco, os seguranças ainda assim o impediram de entrar. Enquanto estava com a mochila apoiada no chão e aberta, a segurança feminina que estava ao seu lado chamou um Policial Militar que passava fora da agência.
O Policial Militar, por sua vez, revistou novamente sua mochila, onde não achou nada. Após LUCIANO DIMIS DA SILVA perguntar para o PM se ele podia entrar na agência, ele disse “vamos para o canto para eu te revistar”.

Determinou arbitrariamente que ele fosse até a parede e colocasse suas mãos na cabeça, quando o revistou, no saguão interno do banco, ao lado dos caixas. No canto, disse em tom agressivo, com o dedo em sua cara, coisas do tipo: “Você precisa me respeitar!”, “Coloca a mão para trás!”, “Cala a boca!”, “Se eu quiser, se eu mandar, eu posso até te deixar pelado aqui!”, “Só fala depois de mim; cala a boca!”, “Se você não calar a boca, eu vou te algemar aqui!”. Neste momento, sentou-se no chão, pois suas pernas estavam trêmulas, e continuava recebendo ordens e “lições de moral” do Policial.

Após todo esse embate, LUCIANO não tentou mais entrar no Banco, nem receber o dinheiro de seu cheque, o que está provado pela cópia que acompanha este documento. O Policial Militar disse: “isso aqui não problema de cor, de religião, nem de nada.” ao que o LUCIANO respondeu:
“Quem está falando em cor aqui é o senhor!”. Saiu do banco humilhado e atordoado, esqueceu seu RG, que estava com o Policial, e que teve que voltar para pegar.

O impedimento de entrar no Banco seguido das inúmeras humilhações às quais foi submetido são completamente injustificados – dado que ele não levava nenhuma arma ou instrumento que pudesse colocar o Banco em risco – e não se negou a abrir a sua mochila para mostrar o conteúdo.
* Se ele não oferecia nenhum risco a segurança do banco, já que não estava armado, por que foi proibido de entrar? Racismo! *

Matéria por: Rafaela de Oliveira, da equipe do portal Voz da Rua

Na útima quarta-feira, 09 de fevereiro, o VozdaRua e vários outros sites e blogs ligados a Cultura Negra publicaram um vídeo onde o Poeta e Mc James Bantu faz um breve relato sobre ter sido impedido de utilizar os serviços do Banco do Brasil, sendo impedido de entrar na instituição sem nenhum motivo aparente.

O músico por meio de uma convocação pela internet repercutida por importantes nomes dentro da cultura negra como o poeta Sergio Vaz e o escritor Alessandro Buzzo, diversas pessoas compareceram a agência no dia seguinte junto com Bantu, não só buscar o que lhe era de direito, o valor de um cheque a ser descontado, mas também respostas para a inexplicável situação vivenciada por ele no dia anterior.

O VozdaRua esteve presente no manifesto, não havia multidões, é verdade. Porém o calor humano, a união não somente física. Mas também ideológica era enxergada a distância e nítida no semblante de todos os presentes todos ali concordavam que se aquilo foi um ato de racismo não poderia ter aconteceido e jamais deveria se repetir.

Lembre-se: Ser Livre sozinho é uma falsa alusão de liberdade, o que vemos hoje é somente uma versão acinzentada do que sempre foi!!! R.E.A.J.A

Ao sair do Banco, ainda bastante emocionado com o apoio dos presentes, James Bantu concordou em conceder um depoimento ao VozdaRua. Assista e multiplique!!!

Parte I

Parte II

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s